30/04/2011

Beijo roubado


O beijei com fervor, nunca tive tanta sede pelos seus lábios como naquele momento. Ele retribuiu o beijo sem me tocar. Até que eu dei um passo para trás. Então as mãos dele seguraram minha cintura, forçando-me a ficar. O toque dele arrepiou meu corpo. Derreteu meus ossos. Afrouxou meus músculos.




Livro - Lembranças
Cap 16 - Inesperado

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©