29/01/2011

Desejo 4º Livro

Livro - Desejo
Cap - 16
Autora - Milane Matias

PS - Quarto livro de minha saga. Michael e Sophie estão fugindo de Vitor (Vilão) Quando Michael abre mão de se salvar para salvar Sophie...
Espero que gostem. Beijos.


___________________________________________________

Desejo



— O que está fazendo? — Sussurrei cansada. — Vamos correr, vamos nos esconder, em minutos o outro grupo está chegando.
— Não temos essa questão de minutos, Sophie. Quero que faça o que eu mandar. — Michael falou firmemente.
— Não. — Falei sentindo as lágrimas tomarem conta de meu rosto. — Por favor, não me deixa, não me diz que vai fazer o que estou pensando.
Supliquei.
— Vou impedir o Vitor de se aproximar de você. Quero que pegue isso. — Michael falou enfiando a mão no bolso e tirando uma chave. — Se esconda, siga direto, tem uma área mais aberta logo em frente, depois você vai ver uma casa, ela não é cercada, entre e se esconda, fique lá até o grupo chegar.
Michael falou esticando a mão para me entregar a chave. Olhei para ele incrédula.
— Eu não vou deixar você. Não vou. — Falei recusando a chave. — Vamos correr, antes que o Vitor chegue.
Disse eu enquanto puxava Michael, mas ele não saiu do lugar, suspirou cansado e me puxou. Abraçou-me com força.
— Não. — Implorei chorando. — Não vamos nos separar, não podemos. Michael, e se eu não te ver nunca mais depois disso. O que vou fazer? O que será da minha vida? — Falei passando meus braços sobre o corpo de Michael e puxando ele para mais perto de mim. Sentido o cheiro dele como se fosse à última vez, sentindo o abraço quente, o corpo grande. Eu estava fazendo daquilo uma despedida. — Eu não vou, irei ficar com você.
Comecei a sentir minhas lágrimas molharem o casaco de Michael.
— Se você não me ver mais depois disto? — A voz dele baixa era um choque em meu corpo. — Guarde as boas lembranças, saiba que te amei e amo mais que minha vida, nunca me esqueça, pois eu nunca vou te esquecer. Guarde o melhor de mim.
Michael colocou a chave dentro de meu bolso.
— Não. — Minha voz ainda era suplicante meu choro era lamentável.
— Por favor, Sophie, não temos tempo, vá. Eu te amo!
Ele disse beijando minhas testa por alguns segundos.
— Michael! — Falei segurando as mãos dele. — Estou viva apenas por você, se você morre, eu morro, então não faça isso terminar em um desastre. — Falei beijando os lábios dele. — Eu te amo!
— Agora vá. — Michael falou firmemente.
Eu estava pronta para ir embora, até que uma voz alucinada, cheio de ódio, de pavor, de liderança, soou em um eco.
— Ninguém vai embora!
Michael me puxou para trás dele. Sussurrou algumas palavras com ódio. Tudo que eu fazia dava errado. Se eu tivesse escutado o Michael, e tivesse ido embora antes, talvez eu estive salva e o Michael também. Que além de se proteger do Vitor, teria que proteger a mim.
— Sentiram falta do louco, aqui? — Vitor falou com sarcasmo. — Sophie, minha querida, não sabe o quanto desejei esse encontro.

____________________________________________________


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©