17/09/2012

Ian










Ian tinha um espírito doce e leve como um suspiro. E por mais doido que ele fosse, sua presença de um modo estranho, me fazia muito bem. Ian é o tipo de cara que você não consegue odiar, ele sempre vai te fitar com olhos de quem só quis te fazer sorrir. E tem a alma pura. Tão pura que às vezes seus olhos serviam de espelhos para chegarmos até ela. Talvez por isso e por outros sentimentos que eu simplesmente não conseguiria ficar sem a sua presença...



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©